Insights: Cobertura Adobe Summit 2015 | Cadastra

Cadastra no Adobe Summit 2015

Tomás Trojan, Diretor de Estratégia da Cadastra, foi até Salt Lake City, nos Estados Unidos, conferir de perto as novidades sobre marketing digital no Adobe Summit 2015.

A conferência debate as novidades e as tendências do mercado. Também foi a oportunidade da Agência Cadastra conhecer e explorar as funcionalidades das ferramentas de análise da Adobe.

O que é o Adobe Summit?

O Adobe Summit se apresenta como o maior evento do mundo sobre marketing digital que reúne parceiro e líderes do setor para discutir sobre tendências e inovações.

Qual é a importância do evento?

Em 2015, o Adobe Summit reuniu mais de 7 mil pessoas na edição de Salt Lake City (EUA). Os profissionais convidados para as sessões (keynotes) abordaram temas como:

  • Estratégias para o marketing digital;
  • Jornada de compra e experiência do usuário;
  • Analytics;
  • E-mail marketing;
  • Mobile.

Assista à cobertura do evento e confira as principais tendências do Adobe Summit com Tomás Trojan e Sergio Coelho, Gerente de Marketing Digital da GVT!

Para sua referência, leia abaixo a transcrição do vídeo:

Olá, pessoal, tudo bem? eu sou Tomás Trojan, Diretor de Estratégia da Cadastra, e eu estou com Sergio Coelho, Gerente de Marketing Digital da GVT. Nós estamos aqui em Salt Lake City (EUA) para participar do Adobe Summit, que é o evento anual, em que a Adobe reúne todos os principais clientes e parceiros para falar sobre sua plataforma, principalmente no sentido de marketing digital.

É a primeira vez que eu venho no evento e me surpreendeu pelo tamanho, mais de 7 mil pessoas de dezenas de países e, em segundo lugar, pelo conteúdo, que é muito rico, muito bom. Eles abordam estratégias, marketing digital, jornada do consumidor de uma maneira completa e, claro, falando dos produtos, pacotes e serviços da Adobe.

A parte principal do evento são três dias, hoje estamos no terceiro dia, e a gente quer falar pra vocês sobre tudo que aconteceu durante esse tempo que nós tivemos aqui. Nos dois primeiros dias, nós tivemos um keynote na parte da manhã. Na parte da tarde, eram salas com seções paralelas e assuntos mais técnicos. Mas eu queria abrir a nossa conversa falando um pouquinho sobre o primeiro keynote, que foi do Brad Rencher, General Manager do Adobe Marketing Cloud, e ele falou que o nosso desafio hoje é o de fazer estratégias com consistência e com continuidade.

Primeiro lugar: por que consistência?

Nosso cliente, nosso consumidor, ele tá presente em diversos canais e devices. Ele está no celular, no computador de casa, do trabalho, e a gente precisa ter consistência no sentido de ter uma régua de comunicação contínua ao longo de todos esses devices, canais e touchpoints que o cliente vai ter contato com a nossa marca. Não adianta fazer uma estratégia específica para mobile, para desktop ou para e-mail marketing. A gente precisa ter uma régua de comunicação muito bem orquestrada ao longo de todos esses touchpoints e canais.

Segundo lugar: Continuidade

Diz muito a respeito a não realizar uma única estratégia isolada, por exemplo, uma estratégia de remarketing pontual para um único produto ou uma landing page. A gente precisa ter realmente uma régua de comunicação com o nosso cliente seja lá qual o momento de compra que ele estará ao longo de todos esses touchpoints que ele terá com a gente.

Sergio Coelho

Sergio Coelho, Gerente de Marketing Digital da GVT.

A gente teve a oportunidade de ouvir o que tá na vanguarda do marketing digital. É um evento que, a princípio, tem como base falar de tecnologia para o marketing digital, mas é inegável o quanto eles entendem muito bem que tecnologia é um pilar importante, mas o entendimento de processos e de pessoas envolvidas nesse trabalho é extremamente importante, seja para quem é cliente, para os parceiros, as agências envolvidas no processo. É uma provocação ao tempo inteiro para que a gente se repense como área, como conexão entre nossos parceiros porque é isso que vai viabilizar o uso de forma plena de tudo que a gente viu aqui. É uma provocação importante e difícil. É um desafio de todos, e a gente percebe que não é só no Brasil, mas aqui (Estados Unidos) eles passam pelos mesmo momentos, os mesmos dilemas, os mesmos desafios. E é importante entender que o mundo inteiro está tentando discutir e entender de que forma é possível equilibrar seja tecnologia, seja definição de processo entre áreas e parceiros e seja a qualificação dessas pessoas no processo todo. É um processo permanente de evolução e de mudança muito dinâmico, que torna tudo ainda mais difícil.

Tomás Trojan

Tomás

Brad Rencher fez uma citação muito interessante. Nós que trabalhamos no meio sabemos que, muitas vezes, a pessoa que faz a estratégia de e-mail marketing é diferente da pessoa que trabalha com mídia e que é diferente do departamento que trabalha com social media. Mas nosso cliente não tá nem aí para isso. Nosso cliente quer ser tratado de uma maneira contínua independente da análise. E aí que nem o Sergio falou, envolve processos e pessoas e não é nada fácil.

Sergio Coelho

Sergio

E eles tem um entendimento muito bacana. Todo pilar de abordagem, de entendimento da estratégia, está por trás de uma visão da jornada do usuário. Isso é muito legal e muda muita coisa. Isso evita que a gente olhe de forma restrita, pontual e limitada e analise o processo todo como uma jornada, do começo ao fim, todos os touchpoints envolvidos e aí sim é que começam a surgir as necessidades de tecnologia, de receptivos, de estratégias, de mídias, ou de visão tática, de experiência do usuário, de visão multiplataforma, e isso se pluga num raciocínio maior de jornada. Então, pra mim, orientar nossa estratégia, nossas ações, nossas iniciativas do ponto de vista de jornada nos permite ter uma visão muito melhor e muito mais ampla e plugar aquilo que nos interessa para aquele propósito.

Tomás Trojan

Tomás

Um outro desafio interessante é o quanto o mundo tá mudando e o quanto o mundo tá mudando mais rápido. Brad Rencher comentou que há cinco anos atrás nem 20% das pessoas aqui nos Estados Unidos tinham smartphone (e cinco anos foi ontem). Então a gente tá passando por um processo de mudança, e essa mudança tá acontecendo cada vez mais rápida. O tema do keynote do segundo dia foi justamente a questão talvez até mais psicológica das pessoas. Como é que as pessoas vão se preparar nas suas empresas, nas suas áreas para responder a essas mudanças de tecnologia, de comportamento do consumidor, de uma maneira mais rápida.

Sergio Coelho

Sergio

Até porque, historicamente, a estrutura dessas empresas tendem a reagir de forma mais lenta, que era o padrão até então. Era possível se fazer projetos que tinham certa continuidade, certa estabilidade de evolução. Hoje é mais dinâmico. Estar preparado com uma estrutura flexível e que consiga reagir de forma rápida a essas mudanças que acontecem de forma muito profunda e combinada com um curto espaço de tempo. Essas duas coisas tornam o desafio das empresas, dos parceiros e de todo ecossistema que trabalha com digital bastante grande. Eu acho que esse foi o grande recado do segundo dia do Adobe Summit e do quanto a gente consegue se preparar e se compatibilizar com esse momento.

Tomás Trojan

Tomás

Confesso que eu fiquei até de certa maneira aliviado porque, algumas vezes, a gente pensa que os Estados Unidos tá tão à nossa frente, tão na vanguarda, mas os dilemas que eles enfrentam aqui são os mesmos que a gente tem lá no Brasil, com pessoas, com processos e com tecnologias.

Sergio Coelho

Sergio

Várias palestras, inclusive de empresas, a gente teve a oportunidade de conhecer líderes de estratégia digital de outras empresas que, nas palestras, nas discussões, nos debates, trazem para a mesa exatamente a mesmas coisas que a gente enfrenta lá no Brasil sem muita diferença.

Tomás Trojan

Tomás

Como o Sergio falou, o Adobe Summit foi um evento muito bom, um evento de vanguarda. Saí daqui bem impressionado positivamente.

Sergio Coelho

Sergio

Como disse, é a segunda vez que eu venho, e é um evento que, pra mim, hoje é um dos principais hoje no mundo e que fala de estratégia digital até porque se propõe a discutir o tema de forma ampla. A gente viu aqui conteúdo de todas as naturezas, de tecnologia, de criação, de mídia, de processos, enfim. E que é, na verdade, a nossa vida, essa multidisciplinaridade é o core, é a base de qualquer estratégia digital. Quem não consegue entender isso não consegue ter uma maturidade na estratégia, na presença digital. Aqui é um evento onde a gente consegue discutir, falar com pessoas de todas as disciplinas envolvidas nesse processo, então é realmente um grande evento e tomara que ano que vem estejamos aqui de volta.

Contato

Trabalhe conosco

Certificados

Associados